Matéria / Geral

Governadores vão apresentar proposta que reduz gasolina para R$ 4,50 à Câmara e Senado Federal

Segundo Wellington Dias, o grupo também tratará sobre a reforma tributária durante a reunião que acontece nesta quinta-feira

21/10/2021 | Redação
A medida pode levar a uma perda de arrecadação de R$ 24 bilhões, caso seja aprovada na Câmara Federal / (Foto: Cidade Verde.com)

 

O governador Wellighton Dias (PT), presidente do Consórcio Nordeste, afirmou que será apresentada uma alternativa para a redução do preço da gasolina para R$ 4,50.

A proposta será indicada em uma reunião entre os governadores dos estados e o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (União Brasil), que está marcada para hoje, quinta-feira (21). 

 

A proposta é baseada no Fundo de Equalização de Combustíveis em conjunto com todos os estados brasileiros e o Distrito Federal. Essa é uma medida adotada na tentativa de frear, no Congresso, a proposta que poderá mudar a cobrança do imposto sobre a Circulação de Mercadores e Serviços (ICMS). 

A medida pode levar a uma perda de arrecadação de R$ 24 bilhões, caso seja aprovada na Câmara Federal. 

“Nós, governadores, temos a maior clareza que do jeito que a proposta saiu da Câmara terá um grande desequilíbrio em vários estados e municípios. Isso não vai resolver o problema do preço do combustível. Com o Fundo de Equalização do Combustível nós vamos ter a gasolina a R$ 4,50. Se for só a proposta da Câmara tem um ganho de R$ 0,40 e ela não resolve a questão mais para frente. Já com o Fundo, resolve e dá uma estabilidade para ao próximo ano”, disse o governador. 

 

Segundo o petista, o grupo também tratará sobre a reforma tributária durante a reunião que acontece nesta quinta-feira. O governador defende que ocorra uma mudança ampla na proposta da reforma. 

“Temos uma proposta pronta, juntamente com o senador Roberto Rocha (PSDB). Com a proposta do Comitê Nacional de Secretários de Fazenda, Finanças, Receita ou Tributações dos Estados e do Distrito Federal (Comsefaz) podemos chegar a um entendimento da reforma tributária, que vai gerar renda e vai acabar com essa guerra fiscal, além de permitir condições de fazer o Brasil crescer”, pontuou. 

Com informações do Governo do Estado do Piauí e Cidade Verde.com

Facebook